Fotografia Arquitetónica: Máquinas e Lentes para o Fotógrafo Arquitetónico ou de Interiores

brooklyn-bridge

brooklyn-bridgeTal como qualquer outra atividade profissional, a fotografia arquitetónica também beneficia muito da qualidade dos equipamentos utilizados. A tecnologia atual permite que tiremos fotografias de boa qualidade com máquinas fotográficas e lentes bastante simples. Mas um profissional de excelência (tal como os seus eventuais clientes) não se deve contentar com a “boa” qualidade; deve, sim, procurar alcançar os mais elevados parâmetros, produzindo um trabalho excecional, que o distinga dos outros fotógrafos que trabalham na mesma área. Uma boa máquina fotográfica mas, acima de tudo, boas lentes, podem fazer toda a diferença entre um trabalho bem feito e um trabalho a roçar a perfeição.

Para se poupar um pouco no investimento e também para facilitar o transporte, recomendamos a aquisição de uma máquina fotográfica de 35 mm. Enquanto as máquinas 4×5 eram anteriormente as preferidas, aquando do aparecimento das máquinas fotográficas digitais as 35 mm passaram a ser escolhidas. Qualquer acerto que seja necessário por utilizar este formato poderá ser feito num programa como o Photoshop.

Essencial numa máquina fotográfica para este tipo de fotografia é o tamanho do “chip”. Este deverá ser, no mínimo, de proporção 1:1, para permitir o uso completo dos grandes ângulos e profundidade.

Escusado será dizer que é imperativo que a máquina tenha uma função manual para fazer todos os ajustes necessários e não se sujeitar a opções pré-definidas.

As lentes são, no entanto, o componente que vai fazer toda a diferença. É recomendável utilizar lentes com controlo de perspetiva (CP) e basculantes (também conhecidas por Tilt Shift). Recomendamos, no mínimo, a utilização de lentes Tilt Shift de 17 mm e CP de 35 mm. Estes dois tipos de lentes satisfazem praticamente todas as necessidades que poderemos ter, tanto na fotografia de exteriores como na de interiores.

Sugerimos ainda a utilização de um tripé e de nível para assegurar a boa orientação e a estabilização da máquina fotográfica.