Arquitetura e Diferentes Fases do Design

dpo2

dpo2A arquitetura é um processo de criação de diferentes tipos de estruturas. É uma arte que, apesar de obedecer a certas regras, permite ao arquiteto alguma liberdade para criar, de acordo com a sua imaginação.

Um arquiteto tem de seguir diversas fases, desde a conceção da ideia à realização do projeto, e o “design” vai acompanhando esse percurso.

Um fator que normalmente condiciona o trabalho e a criatividade posta em prática pelo arquiteto é o orçamento. Por maiores ou menores valores, um orçamento é quase sempre condicionado, obrigando os profissionais a restringirem-se a determinados limites.

Com isto em mente, para além das especificações dadas pelo cliente, inicia-se a primeira fase do “design”: a criação de um esboço aproximado da ideia final, mas com espaço para tirar e pôr elementos e para muitas modificações. É nesta fase que se faz a lista do material a utilizar.

A fase seguinte prende-se com o desenvolvimento do “design”. Nesta altura, os esboços são transformados em verdadeiros projetos e é este o momento em que se verifica se a obra está de acordo com todas as normas legais e de segurança.

Depois de terminado o plano final, é necessário criar um manual de projeto. Este deverá conter os detalhes sobre todas as especificações técnicas. Este manual será a base para os documentos legais ligados à obra em questão. Estamos então prontos para recolher todos os materiais necessários e pôr mãos à obra.

Ser arquiteto não é só fazer desenhos e supervisionar a construção. Toda a fase de planeamento inicial fará surgir uma série de complicações no “design” que o arquiteto terá de resolver e ultrapassar. Todas as outras fases têm as suas especificidades também e trazem dores de cabeça como as frequentes alterações a leis e códigos e consequentes adaptações.

O arquiteto precisará de possuir uma série de capacidades de base muito sólidas para a partir dos simples rabiscos com que inicia o “design” de um projeto fazer depois surgir uma obra completa.